terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Escrita de um “Conto de Natal” em Escrita Colaborativa.

 
Esta atividade foi idealizada entre os Professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico do Agrupamento de Escolas da Bemposta, envolvendo o total das 18 turmas e os respetivos professores.

Sendo o Natal uma época de partilha e de solidariedade, mas também, feita de sonhos e de desejos, achou-se oportuno convidar os alunos a olharem para o Natal de uma outra perspetiva, fazendo-o em partilha através da Escrita Colaborativa. Cada turma deveria contribuir com uma pequena parte da história, deixando-a em aberto para que a turma seguinte lhe pudesse dar continuidade, até que a última turma a concluiria.
  Escrita Colaborativa Conto Natal

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

A nossa música de Natal

No próximo dia 16 de Dezembro realiza-se a tradicional Festa de Natal que reúne os alunos da Escola E. B. 1 Montes de Alvor e os alunos da Escola E. B. 1 de Alvor.

Convidamos todos os Encarregados de Educação a assistir a esta fantástica festa no Centro Comunitário de Alvor, pelas 10:00 horas. 
video

domingo, 3 de julho de 2011

Encontro Final Escola Ativa

video

Eco-brinquedo

video

Feira das Ciências e da Matemática


No dia 18 de maio fomos à E.B.1 de Alvor visitar a Feira das Ciências e da Matemática.
Os trabalhos expostos na feira foram elaborados pelas turmas do 1ºciclo do agrupamento da Bemposta.
Durante a manhã visitámos e realizámos as actividades relacionadas com as ciências da natureza. O professor Rúben foi o responsável por estas actividades.
O período da tarde foi dedicado à matemática e coube à professora Paula Beringel orientar as actividades.
Nós gostámos de ir à feira.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

O meu fim de semana

No meu fim de semana fui para a casa do meu avô.
Eu e os meus primos tirámos as vacas do curral. A seguir fomos para casinha do Tom Sawyer e por baixo da casa fizemos uma ilha, coberta de eucaliptos. No meio da ilha pusemos uma mesa.
No domingo fui à catequese e jantei caracóis.
Eu gostei do meu fim de semana porque brinquei com os meus primos.
Alice

terça-feira, 3 de maio de 2011

As nossas férias de Páscoa

As minhas férias de Páscoa
As minhas férias de Páscoa foram muito boas.
A minha mãe nas férias de Páscoa comprou um karaoke.
Eu e a minha família nas férias de Páscoa fomos à marina andar de skate de duas rodas.
No domingo de Páscoa vierão os meus avós comemos todos juntos e depois fomos passear à marina. Eu e o meu  irmão andamos de skate porém e começou a chover e os meus avós,  os meus pais, eu e o meu irmão abrigamos-nos numa cabine telefónica.
No domingo de Páscoa  avô fez anos.
Leonor




Férias da Páscoa
As minhas férias de Páscoa foram boas porque brinquei com os meus primos.
Eu nas minhas férias de Páscoa fui para casa dos meus avós, para casa da minha amiga Vânia e no domingo fui ao Aqua de Portimão. Nesse dia dormi na casa da minha madrinha.
Na terça-feira brinquei com o Andrei, fui à Quinta pedagógica com a minha madrinha e no final do dia fui para a casa da minha tia em Odiáxere e em Bensafrim.
No domingo de Páscoa fui a Tavira almoçar e fui visitar a ilha de Tavira. Depois jantei em Olhão e depois fui para casa. 
Alice



As minhas férias de Páscoa
Nas férias fiquei em casa a brincar.
Numa terça-feira fui a praia da rocha.
Antes de ir almoçar fui tomar banho.
Depois do almoço fui brincar com o meu irmão.
Nas férias joguei ao Uno e vi televisão.
Dei comida aos pássaros.
Alguns dias fui o para aos Papos de Aranha brincar com umas amigas minhas que se chamam Marta e Inês.
No Domingo de Páscoa fiquei com a minha família.
Ontem saltei no trampolim com a minha mãe e com o meu pai e com o meu irmão.
Carolina


Um  dia de  Páscoa com passeios
Eu gostei muito das férias porque eu fui ao Aqua.
Eu também fui a Lagoa a um restaurante e à noite estive a ver a chuva a cair.
No outro dia estive  a fazer o trabalhos de casa. Eu estive para ir ao cinema mas não fui. Fui ao Continente comprar roupa para mim e para a minha mãe e  para a minha mana.
Eu fui a casa da Sandra que é amiga do meu pai e da minha mãe.
Ana  Rita
 

 

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Férias de Páscoa

Nas férias de Páscoa eu gostaria de ficar em casa dos meus pais em Montes de Alvor.
Eu gostaria do jogar à bola com os meus amigos e também gostaria de jogar às cartas.
Eu gostaria de passar o meu domingo de Páscoa a jogar no telemóvel do meu pai.
Eu gostaria de ir ao museu.
Eu gostaria de viajar pela Europa.
André     

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Apresentação dos trabalhos desenvolvidos em Expressão Dramática

Hoje e para inaugurar a biblioteca da nossa escola decorreu nesse espaço a apresentação dos trabalhos desenvolvidos na área Expressão Dramática com a professora Catarina.
Parabéns a todos os alunos da escola e à professora pelo trabalho.
A nossa turma apresentou o trabalho  "A sala das máquinas".





As máquinas que a turma do 2 ano inventou foram: a máquina de lavar,  a musical, a dos chocolates e a dos conhecimentos.
Na  nossa apresentação havia  um inventor uma senhora do centro de emprego e máquinas.
Na nossa peça havia duas máquinas boas e duas estragadas. As boas eram a de lavar e a  musical e as estragadas eram dos chocolates e dos conhecimentos.
O inventor era o Daniel e a  senhora do centro de emprego era a Alice.
A nossa apresentação correu bem.
O público riu da peça que apresentámos e até bateram palmas. Nós fizemos uma careta!

Alice e Leonor







quarta-feira, 6 de abril de 2011

As minhas férias de Páscoa

Nas minhas férias de Páscoa gostaria de ir para a casa da minha madrinha, de ir para a creche da minha mana e de ir para a casa da minha amiga Vânia.
Eu gostaria de brincar, às mães e aos pais e às escolas.
No meu domingo de Páscoa gostaria de comer doces e brincar com os meus primos e com a minha mana.
Eu nas minhas férias da Páscoa gostaria de brincar, estudar e de andar de um lado para o outro.
Eu gostaria de ir passear à Bica, que é a terra do meu avô, ir para à Portela do Vale e estar em Portimão.
Eu acho que vou gostar das minhas férias da Páscoa.
Alice


Eu gostava de passar as minhas férias de Páscoa com a minha família.
Gostaria de andar no meu skate de duas rodas.
Também gostaria de brincar com a minha mini-loja.
Nas férias gostaria passear com a minha família na Marina de Portimão.
Leonor

 

A biblioteca nova

Os senhores já acabaram de fazer a biblioteca nova, mas não tem nada lá dentro.
Também já podemos ir para o campo de jogos.
Ainda não fomos conhecer a biblioteca nova porque só ontem à tarde é que este espaço foi limpo.
Hoje os meninos do 4.º ano vão levar os livros para a biblioteca nova.

Pedro Fernandes e Frederico











  


        

O encontrou com a escritora

No dia 5 de Abril fomos à Escola E.B.1 de Alvor conhecer a escritora Margarida Fonseca Santos.
Quando a escritora chegou ouvimos um pequeno trabalho elaborado pelos alunos do 4º ano.
A seguir a escritora contou o texto de Natal sobre uma folha inquieta.
Depois fizemos perguntas à escritora.
No final a senhora Margarida Fonseca Santos autografou os livros de alguns alunos.
Alice



A Escola vai ao Teatro

No dia 25 de Março fomos ao Centro Comunitário de Alvor ver uma peça de teatro.
O teatro correu muito bem.
A história era sobre um senhor que roubou um medicamento para a sua mulher que estava doente. O senhor chamava-se Henriques. A mulher chamava-se Rosa.
 Alguns meninos participaram na peça como júris do tribunal.
Daniel e Carolina







Dia do Pai


No Dia do Pai as crianças dão os presentes aos Pais.
O dia do pai é celebrado no dia 19 de Março.
Nós fizemos um porta-chaves e um texto para o nosso pai ou para um amigo especial.
No fim fizemos um desenho num envelope e guardámos os nossos presentes.
Leonor e Edna













O carnaval

No dia 4 de Março nós brincamos com máscaras.
Nós fomos desfilar nas Ruas de Alvor mascarados.
Participaram todos os alunos da pré-escolar e do primeiro ciclo de Alvor e de Montes de Alvor.
Fomos até á zona ribeirinha de Alvor, onde acabou o desfile.
André

Os nossos disfarces











quarta-feira, 16 de março de 2011

O Carnaval da Alice

Este Texto foi elaborado pela Alice, com ajuda da sua madrinha. ainda antes do Carnaval. Já andava há algum tempo "perdido" na pen.


No dia do Carnaval, a escola da Alice foi festejar em Montes de Alvor o Carnaval.
Quando o desfile começou estava Sol, mas quando estava quase a acabar começou a chover. Os meninos não tinham levado guarda-chuva e então não sabiam o que fazer. Pensaram...pensaram…pensaram muito e conversaram uns com os outros para tentarem decidir se continuavam ou regressavam à escola. Uns meninos e meninas diziam que era melhor voltarem para a escola, pois não queriam estragar os fatos e as pinturas. Outros diziam que esperavam que parasse de chover porque queriam divertir-se mais. Alguns começaram a choramingar porque as suas lindas roupas estavam molhadas. Depois, acabou de chover e acabaram de choramingar. Eram mesmo choramingas!
Assim, continuaram o desfile bem animados.
No final, houve uma menina que caiu numa poça de água!!!! Coitadinha, ficou encharcada.
Quando acabou foram para a escola brincar com os fatos.

Andamos muito atarefados!!

Esta semana andamos muito atarefados, pois estamos a preparar prenda para o Dia do Pai. Depois contamos como foi.

Para além disso ontem tivemos a nossa hora mensal de Informática com o professor Daniel.

Prometemos novidades para breve!

Estamos de volta... afinal parece que ainda não é desta.

Ontem a internet voltou a funcionar!
Hoje deixou novamente de funcionar!!

quinta-feira, 3 de março de 2011

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Continuamos sem internet

É verdade, já passou uma semana e o nosso problema continua.
Mesmo assim o grupo A trabalhou com empenho e fez o processamento em Word dos trabalhos que se seguem.
Contudo, a fase de actualizar o blogue teve de ser realizada pelo professor, que embora não faça parte da metodologia de trabalho, foi a única maneira de contornar este problema e de manter actualizado o nosso blogue, pois este blogue é construído pelos alunos, com a orientação do professor.
Até breve e façam figas para que a internet volte a funcionar.

Descobrindo regularidades nas tabuadas

Esta é uma tarefa que parece complicada, contudo a prática faz com que os alunos desenvolvam mais capacidades para descobrir as regularidades.  Para além disso muitos olhos a ver, vêem muito mais.
Algumas descobertas são direccionadas.


Tabuada do 2 e tabuada do 4
         
1x2=2
2x2=4
3x2=6
4x2=8
5x2=10
6x2=12
7x2=14
8x2=16
9x2=18
10x2=20
11x2=22
12x2=24
13x2=26
14x2=28
15x2=30
16x2=32
17x2=34
18x2=36
19x2=38
20x2=40

1x4=4
2x4=8
3x4=12
4x4=16
5x4=20
6x4=24
7x4=28
8x4=32
9x4=36
10x4=40
11x4=44
12x4=48
13x4=52
14x4=56
15x4=60


A tabuada do 4 é o dobro da tabuada do 2.

Nas duas tabuadas a sequência dos números é sempre par, par, ...

Na tabuada do 2 os algarismos das unidades seguem a  sequência 0, 2, 4, 6 e 8.

Na tabuada do 2 os algarismos das dezenas repetem-se 5 vezes.

Na tabuada do 4 a sequência algarismos das unidades 0, 4, 8, 2 e 6.

Na tabuada do 4 os algarismos das dezenas repetem-se 3 vezes e 2 vezes, seguindo sempre esta sequência. 

(copiado pelo Pedro Fernandes)



 Tabuada do 3 e tabuada do 6


1x3=3
2x3=6
3x3=9
4x3=12
5x3=15
6x3=18
7x3=21
8x3=24
9x3=27
10x3=30
11x3=33
12x3=36
13x3=39
14x3=42
15x3=45
16x3=48
17x3=51
18x3=54
19x3= 57
20x3= 60


1x6=6
2x6=12
3x6=18
4x6=24
5x6=30
6x6=36
7x6=42
8x6=48
9x6=54
10x6=60
11x6=66
12x6=72
13x6=78
14x6=84
15x6=90
16x6=96






A tabuada do 6 é o dobro da tabuada 3.

Na tabuada do 3 a sequência dos números é sempre  par, ímpar, par.

Na tabuada do 3 podemos observar 3 sequências nos algarismos das unidades: 0,3,6 e 9; 2, 5 e 8;  e ainda 1, 4 e 7.  Estas sequência repete-se sempre pela mesma ordem.

Na tabuada do 3 o algarismo das dezenas repete-se 4 vezes, 3 vezes e 3 vezes, ou seja de acordo com as sequências dos algarismos das unidades.

Na tabuada do 6 os números  são sempre pares.

Na tabuada do 6 os algarismos das unidades seguem a sequência 0, 2, 8, 4, que se repete.

(copiado pela Edna)



Confundindo histórias

Os textos que se seguem foram elaborados com vista a dar resposta à proposta do manual de Língua Portuguesa.



Os sete anões e o Capuchinho Vermelho 

 O Capuchinho Vermelho apanhou amoras para levar aos sete anões e comerem ao jantar. Comeram tudo e gostaram muito!
  Os anões foram trabalhar e o Capuchinho Vermelho ficou em casa.O gato das botas assaltou a casa e deu uma maça envenenada ao Capuchinho Vermelho.
  Foi preciso chamar um médico para acordar o Capuchinho Vermelho com um xarope.  
  Alice


Os sete anões

Certo dia uma menina passeava pelo bosque e encontrou uma casa pequenina com sete anões que a convidaram para jantar. 
Na manhã  seguinte os anões foram trabalhar e a menina ficou em casa.
O Gato das Botas deu uma maça envenenada à menina que desmaiou.
Certo dia um príncipe encontrou a menina, deu-lhe um beijo e ela ficou curada. 
         Daniel


Bela Adormecida

A  Bela  Adormecida foi procurar maçãs no bosque.
No bosque encontrou uma casa onde viviam anões.
Os anões convidaram-na para jantar.
No outro dia os anões foram trabalhar e a Bela Adormecida ficou em casa.
O Gato das botas deu uma maça envenenada à Bela Adormecida, que desmaiou.
Apareceu um príncipe e deu-lhe um beijo.
Eles foram felizes para sempre.
 Andrei



O Capuchinho Vermelho

O Capuchinho Vermelho foi apanhar frutos ao bosque.
O Capuchinho foi oferecer os frutos aos anões.
Os anões convidaram o Capuchinho para ir jantar com eles.
No dia seguinte, os anões foram trabalhar e o Capuchinho Vermelho ficou em casa.
Então apareceu um gato que envenenou o Capuchinho Vermelho.
Os anões levaram o Capuchinho Vermelho para casa e um príncipe veio salvá-la.
 Leonor


Os anões e a Branca de Neve

A Branca de Neve foi à floresta apanhar cogumelos.
Pelo caminho encontrou uma casa de anões.
Os anões convidaram a Branca de Neve  para viver em casa deles.
Um dia os anões foram passear pela floresta e a Branca de Neve ficou em casa.
A Branca de Neve saiu de casa e um lobo deu-lhe uma maça envenenada.
Depois apareceu um príncipe que salvou a Branca de Neve.
Ana Rita



A Branca de Neve

Era uma vez uma menina que foi apanhar cogumelos  à floresta. Ela chamava-se Branca de Neve.
Na floresta entrou  uma casinha. Na casinha viviam anões. Nesse dia a Branca de Neve jantou com os anões.
Um dia os anões foram trabalhar e a Branca de Neve ficou em casa.
Depois um coelho deu uma maçã envenenada à Branca de Neve, que desmaiou.
Mais tarde veio um príncipe e salvou a Branca de Neve.
André

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Regularidades - Padrões com números

O trabalho que se segue foi elaborado com base nas tarefas realizadas pela Turma Piloto do Novo Programa de Matemática do Ensino Básico, gentilmente cedidas pela professora Fátima Caipira. Foi realizado a pares e as conclusões foram elaboradas pelo grupo turma.
Teve como objectivos:

  Elaborar sequências de números segundo uma dada lei de formação;  
 Investigar regularidades em sequências e em tabelas de números.
 Expressar ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulário próprios.

1. Pinta todas as casas que tenham os algarismos 0, 3, 6 e 9.

Em linhas os números aparecem de 3 em 3.
Em colunas aparecem de 30 em 30.



2. Pinta todas as casas em que a soma dos algarismos seja 8.


 par + par = par;  ímpar + ímpar = par.
A diferença entre os números é sempre 9.
O valor do algarismo das unidades decresce e o das dezenas cresce.


3. Pinta todas as casas em que a diferença entre os dois algarismos seja 1.


Em cada diagonal os números aparecem de 11 em 11.
A posição dos algarismos inverte-se de uma linha oblíqua para a outra.


4. Pinta todas as casas em que o algarismo da esquerda é maior que o da direita.
O algarismo das dezenas é sempre maior que o das unidades.


5. Pinta todos os números pares. 

Números de 2 em 2.
É a tabuada do 2.



6. Pinta os números de 5 em 5 e de 10 em 10.

Os números de 5 em 5 ou a tabuada do 5. (As 2 colunas.)
Os  números de 10 em10 ou a tabuada do 10. (A  1.ª coluna.)



7. Pinta os números de 3 em 3.

Os números de 3 em3 ou a tabuada do 3.
Em colunas os números estão pintadas de 30 em 30.
Entre 1 linha oblíqua pintada há sempre 2 em branco.


8. Pinta as casas  9, 18, 27, 36, 45, 54, 63, 72, 81 e 90.


Os números de 9 em 9. A tabuada do 9. 
O algarismo das dezenas aumenta e o das unidades diminui.
A soma dos algarismos de cada número é 9. 
As casas pintadas formam uma diagonal do quadrado.